00351 239 441 674
secretario @ rainhasantaisabel.org
“SÃO ROSAS”
Concerto do próximo Domingo, dia 17 de Julho de 2022, pelas 18h00, nos Claustros do Mosteiro de Santa Clara-a-Nova, com que se encerrará o Programa Cultural organizado pela Confraria da Rainha Santa isabel, englobado nas Festas da cidade de Coimbra em louvor de Santa isabel de Portugal.
Este concerto, designado “SÃO ROSAS”, é composto por várias peças clássicas, a maioria de música sacra, e será interpretado pelo Quarteto de Cordas da Orquestra Clássica do Centro, com a participação da soprano Raquel Mendes.
Peço a melhor divulgação deste momento cultural na cidade de Coimbra, que se pretende inesquecível, num local igualmente inesquecível.
Tendo presente todos os condicionalismos indicados nas orientações da Conferência Episcopal Portuguesa e das autoridades de saúde e de modo a preparar o melhor acolhimento de todos, informa-se que a entrada é gratuita, mas sujeita a inscrição prévia até às 19h00 de Sábado, dia 16 de Junho, pelos telefones 239441674 e 918048310, ou para o email <secretario@rainhasantaisabel.org>
Com os melhores cumprimentos,
Joaquim Costa e Nora
REQUIEM DE MOZART – pelo Coro Sinfónico Inês de Castro
EVENTO DE LANÇAMENTO CD+DVD
15 DE JULHO, 19H
NO MOSTEIRO DE SANTA CLARA
AMIGO PÚBLICO Venha à nossa festa de lançamento do CD+DVD e de aniversário dos 10 anos CSIC
OFERTA:
NO ANIVERSÁRIO DO CORO SINFÓNICO INÊS DE CASTRO, QUEM RECEBE É O NOSSO PÚBLICO!
ADQUIRA O SEU CD+DVD e ganhe oferta de lançamento: Ingresso para concerto CSIC 2022
Contactos para reserva e aquisição de CD+DVD:
corosinfonicoinesdecastro@gmail.com
965854032 Whatsapp
912 911 300 Mbway
REQUIEM DE MOZART E CSIC
Conheça aqui a nossa paixão… conheça a obra, os intérpretes e a direção… conheça a ficha técnica do CD+DVD e as entidades parceiras de apoio a este trabalho.
Adquira o seu CD+DVD, ficamos gratos por apoiar o nosso trabalho cultural, a nossa paixão de cantar, a nossa vida!
MISSA COGNOVI DOMINE.

A Filarmónica de Vila Nova de Anços e o Coro Santo Agostinho têm a honra de apresentar em estreia no próximo dia 3 de julho, pelas 18h00 a obra, composta por 12 andamentos, compreende os textos do próprio e do ordinário da Santa Missa [Introit, Kyrie, Gloria, Gradual, Aleluia, Offertorium, Sanctus, Benedictus, Communion] e ainda um hino do poeta Afonso Lopes Vieira.
Dada a limitação de lugares e de modo a preparar o melhor acolhimento de todos, a admissão do público está sujeita a inscrição prévia, através dos telefones 239441674 ou 918048310 da Confraria da Rainha Santa Isabel, ou ainda por mensagem para o e-mail secretario@rainhasantaisabel.org.
Esperamos por vós!
Audição da Suite 2020 em Louvor à Rainha Santa Isabel

 

iniciativa - Suite 2020 em Louvor à Rainha Santa

Coimbra (Portugal) – 2 de julho de 2022 – “SUITE 2020” (por Makris Charalampos, Francisco J. Rosal Nadales, Francisco M. Relva Pereira & Ilio Volante) será apresentada por ocasião das “Festas da Rainha Santa”, pelas 18h, no Mosteiro de “Santa Clara-a-Nova” pelas bandas de Lares e Santana dirigido pelo Maestro Paulo Silva.
 
Dada a limitação de lugares e de modo a preparar o melhor acolhimento de todos, a admissão do público está sujeita a inscrição prévia, através dos telefones 239441674 ou 918048310 da Confraria da Rainha Santa Isabel, ou ainda por mensagem para o e-mail <secretario@rainhasantaisabel.org>.
Contando com a presença de todos,
Pela Mesa Administrativa da Confraria da Rainha Santa Isabel
Joaquim Leandro Costa e Nora
Recital de canto gregoriano pelos Coros Psalterium e Vox Aetherea

A Mesa Administrativa da Confraria da Rainha Santa Isabel informa que, depois do êxito do fim de semana passado, em que teve início o Programa Cultural das Festas em louvor de Santa Isabel de Portugal organizadas pela Confraria, este programa cultural prossegue no próximo Domingo, dia 26 de Junho, a que se associa mais uma efeméride do Mosteiro de Santa Clara-a-Nova.
Na verdade, no Domingo, dia 26 de Junho, para assinalar o aniversário da Dedicação da Igreja da Rainha Santa Isabel, em 1696, vai realizar-se nesta igreja, em Coimbra, a partir das 21h00, um Recital de canto gregoriano pelos Coros Psalterium e Vox Aetherea.
Dada a limitação de lugares e de modo a preparar o melhor acolhimento de todos, a admissão do público está sujeita a inscrição prévia, através dos telefones 239441674 ou 918048310 da Confraria da Rainha Santa Isabel, ou ainda por mensagem para o e-mail <secretario@rainhasantaisabel.org>.

Contando com a presença de todos,
Pela Mesa Administrativa da Confraria da Rainha Santa Isabel
Joaquim Leandro Costa e Nora

OpusMundi

Domingo 19.jun.2022  | CONCERTO 18h |
Mosteiro de Santa Clara-a-Nova e Igreja da Rainha Santa Isabel
No âmbito das comemorações do aniversário do Decreto Real de 16 de junho de 1910 – assinado por S. M., o Rei Dom Manuel II e publicado no Diário do Governo de 23 de junho de 1910 -, que “classificou” o Mosteiro de Santa Clara-a-Nova como Monumento Nacional.
O evento acontece HOJE, a partir das 18h00 iniciando com visita aos Claustros do Mosteiro, numa apresentação do Presidente da Mesa Administrativa da Confraria da Rainha Santa – Dr. Joaquim Costa e Nora. A visita aos claustros do Mosteiro será acompanhada de apontamentos musicais de “As Quatro Estações” de Vivaldi e da declamação dos sonetos pertencentes à obra de Vivaldi, seguindo-se o concerto na Igreja da Rainha Santa Isabel.
As entradas são gratuitas, mas sujeitas a inscrição prévia pelo e-mail <secretario@rainhasantaisabel.org>
As 4 Estações, de Vivaldi
“As 4 Estações” (em italiano: Le quattro stagioni) é um conjunto de quatro concertos para violino do compositor italiano Antonio Vivaldi, cada um inspirado numa estação do ano. Foram compostos entre 1718 e 1720, quando Vivaldi era mestre de capela da corte de Mântua e publicados pela primeira vez em 1725 em Amsterdão juntamente com oito concertos adicionais, sob o título “O certame entre a harmonia e a invenção) (em italiano: Il cimento dell’armonia e dell’inventione). As quatro estações tornaram-se numa das mais populares obras de sempre e certamente na obra mais conhecida do compositor.
A originalidade destes concertos constitui uma revolução na conceção musical. Neles Vivaldi representou riachos, o canto de vários pássaros (cada um especificamente caracterizado), um pastor, cães a latir, o zumbido de moscas, tempestades, dançarinos embriagados, cenas de caça caracterizando estes e as presas, paisagens congeladas e lareiras quentes de inverno.
Incomum para a época, Vivaldi publicou os concertos acompanhados de sonetos (possivelmente escritos pelo próprio compositor) que elucidavam o que havia no espírito de cada estação e que música pretendia evocar. Os concertos, portanto, são um dos primeiros e mais detalhados exemplos do que viria a ser chamado de música de programa – por outras palavras, música que segue um programa narrativo. Vivaldi esforçou-se para relacionar a música aos textos dos poemas, traduzindo os próprios versos poéticos diretamente no manuscrito. Vivaldi dividiu cada concerto nos tradicionais três andamentos (rápido – lento – rápido) e, de igual modo, também os sonetos estão cada um dividido em três seções. Além dos sonetos, Vivaldi escreve instruções especificas como “O cão que late” (no segundo movimento da primavera), a languidez do calor” (no primeiro movimento do Verão) e os bêbados que dormem (no segundo movimento do Outono).
Fotografia e Vídeo

O colaborador oficial da Confraria da Rainha Santa Isabel para o domínio dos trabalhos fotográficos e gravações vídeo é a empresa “Fotografia e Vídeo Babo Ribeiro Lda”.

Vamos Restaurar a Capela-Mor – Angariação de Fundos

VAMOS RESTAURAR A CAPELA-MOR DA IGREJA DA RAINHA SANTA ISABEL? 

————————————————–

VAMOS A ISSO – COLABORE NESTA CAMPANHA DE ANGARIAÇÃO DE FUNDOS

Pode fazer o seu donativo na igreja ou enviando-nos cheque à ordem da Confraria da Rainha Santa Isabel ou por transferência bancária para o NIB: 036.0033.99100687871.81, remetendo-nos o comprovativo de pagamento e indicando o seu nome, NIF e morada para que lhe possamos enviar o recibo.

Contacte-nos:

Confraria da Rainha Santa Isabel – Igreja da Rainha Santa Isabel – Alto de Stª Clara P-3040-270 Coimbra
Telefone: +351 239441674 recordatoriocrsi@gmail.com.

Os donativos para Instituições Religiosas, como é o caso da Confraria, podem ser abatidos no IRS, no anexo H (Benefícios Fiscais e Deduções), quadro 7.

Os benfeitores que nos ajudem com um valor mínimo de 500,00 euros serão agraciados com um diploma ricamente iluminado e especialmente concebido para o efeito.

Divulgue esta campanha pelos seus amigos, empresas e comerciantes conhecidos.

Graças Recebidas

Nesta secção publicaremos as graças que Deus tem concedido por intercessão da Rainha Santa Isabel. Quem nos quiser fazer chegar essa informação para ser publicada nesta página, deverá enviá-la para o nosso correio postal, deixá-la na Igreja da Rainha Santa ou enviá-la para o nosso correio electrónico (presidente@rainhasantaisabel.org).

No dia 21 de fevereiro de 1969 a bela Rainha Santa Isabel concedeu-me uma maravilhosa graça. Nasceu o meu filho mais velho. Nasceu prematuro, tão só com um quilo e seiscentos gramas de peso. Esteve nove dias na incubadora e eu, mãe pela primeira vez, estava desesperada e foi a ela que recorri com todas as minhas forças, a pedir-lhe que por sua intercessão rogasse ao Senhor por aquela criatura tão frágil. Roguei-lhe que seria a primeira casa que visitaria, logo que saísse da maternidade Bissaya Barreto de Coimbra. E assim foi! Cheguei à sua casa com ele nos braços e de joelhos lhe agradeci a grande graça que me concedeu, a boa Senhora e Mãe.
A Enfermeira dizia que o meu menino não teria muitas possibilidades de sobreviver. E hoje, graças à intercessão da Rainha Santa Isabel, com quarenta e seis anos de idade, é pai de dois rapazes já granditos e muito devoto da boa Senhora Rainha Santa.

MJ  (2015)

***

Venho agradecer a graça concedida após ter rezado à  Rainha Santa Isabel, padroeira de Coimbra, cidade onde nasci. Meu pai estava muito doente e todos os filhos, incluindo-me a mim, estavam sem esperança de ele recuperar. Eu invoquei o nome da Rainha Santa e meu pai felizmente recuperou.
Fiquei muito agradecido pela sua protecção e feliz pelo meu pai. Bem haja para todo o sempre, minha doce e meiga Rainha Santa.

Luís Alberto Almeida

***

Eu nem era grande devota da Rainha Santa, mas um dia, por indicação da minha médica de família, realizei testes oncológicos no IPO que deram positivo. Os médicos decidiram realizar novos testes para confirmarem.
Um dia, enquanto esperava pelos resultados destes segundos testes, fui à missa à igreja da Rainha Santa e pedi-lhe que me curasse; ao passar diante do Santíssimo, quando me benzi, para ir para o Recordatório, estremeci e senti no corpo algo inexplicável e que ainda não consigo descrever, enquanto ouvia, ao mesmo tempo, uma voz dizer-me “Está descansada porque tu não tens nada”. Olhei para os lados a ver se tinha sido sugestão de alguém, mas não era o caso. Passados dias, quando fui ao IPO saber o resultado dos segundos testes, disseram-me que tinham confirmado e reconfirmado que eu afinal não tinha nada.
A partir daí fiquei uma devota muito grata à Rainha Santa Isabel. Muito obrigada, Senhora.

Anónima – Coimbra (2012)

***

Há muitos anos atrás, a minha mãe esteve às portas da morte devido a uma infecção grave, na sequência de uma operação.
Temendo pela vida da minha mãe, pois não via melhoras, mas deterioração da sua saúde, pedi à Rainha Santa Isabel que a salvasse.
Prometi ir à procissão, se a minha mãe se salvasse. O milagre realizou-se e eu fiquei radiante de felicidade.
Bem-hajas Rainha Santa. Bem-Hajas.
Estou-te grata para toda a eternidade.

Guida Simão

***

Há uns anos, eu e meu marido tivemos um acidente em Coimbra, na curva da estrada nacional junto à  Estação Velha, em que o automóvel galgou o muro e caiu na linha do comboio. Graças a Deus, por intercessão da Rainha Santa Isabel, que eu senti a meu lado, não me aconteceu nada. Meu marido ficou em coma, mas conseguiu recuperar. A ela devemos a vida.

Anónima – Figueira da Foz

***

Venho agradecer a Deus e a intercessão da Rainha Santa Isabel pelo sucesso na cirurgia que minha mãe Helena Pereira realizou no coração, onde trocou a válvula mitral, e a recuperação dela também está sendo um sucesso, agradeço a Deus e a intercessão da Rainha Santa Isabel e de Nossa Senhora Aparecida pelo meu discernimento vocacional nesse ano que se passou de 2013, e pela minha entrada no Seminário Diocesano Sagrado Coração de Jesus de Mogi das Cruzes.

Marcelo Silva (São Paulo, Brasil-2013)

***

Meu nome foi escolhido em devoção à Rainha. Há um ano não conseguia andar
sozinha na rua, pedi à Rainha Santa Isabel pela minha recuperação e hoje
estou bem melhor.

Izabel S. C. (Brasil-2013)

***

O meu filho, que agora tem 29 anos, esteve muito doente aos três meses de idade, com uma pneumonia de último grau, e os médicos disseram-me que já nada havia a fazer e que me preparasse para o pior. Roguei à Rainha Santa que me acudisse em tão grande aflição e o menino curou-se sem ninguém saber como. Desde então, há 28 anos que venho de joelhos na procissão da Penitência e vou continuar a fazê-lo até poder.

Isabel Maria dos Santos Ferreira (Sé Velha – 1981)

***

Sofria muito das varizes. Andei alguns anos em tratamento, mas o mal não sarava. Os tratamentos começaram a tornar-se muito dispendiosos  Um dia, cheia de dores logo a seguir ao tratamento, ao subir a Couraça de Lisboa, voltei-me para a Igreja da Rainha Santa e pedi a Santa Isabel que me curasse. A partir desse dia nunca mais tive dores e  nunca mais voltei a precisar de tratamentos.

M.C. (1993)

***

Pedi à Rainha Santa a graça de poder conseguir transferência para um curso de Medicina na Univ. de Coimbra, prometendo-lhe ir todos os anos em procissão trajada de estudante.

À última hora, abriram mais algumas vagas e eu consegui entrar. Obrigada minha Rainha Santa.

M.L. (Coimbra – 2008)

***

Meu marido e os atletas da secção de boxe da Académica foram a Cuba e ficaram detidos no aeroporto durante três dias sem ninguém ter qualquer notícia do que se passava. No terceiro dia, chorei desesperada e no oratório da Rainha Santa pedi-lhe “Amiga, dá-nos notícias deles, pois estamos todos muito aflitos”. Tentei ligar novamente pela enésima vez e finalmente consegui ouvir o meu marido dizer-me que estavam todos bem. Pude comunicar aos familiares dos outros atletas essa grande alegria.

Cristina Simões (Condeixa – 2009)

***

Antes do Natal de 2009, apareceram-me umas manchas nas pernas, que se transformaram em nódoas negras. Os pés incharam muito e tinha dificuldade em andar. O médico preferiu deixar-me passar o Natal antes de iniciar o estudo do meu caso, mas foi-me preparando para o pior.  O sofrimento aumentava, as dores eram horríveis e já só conseguia andar de bengala, mas tinha muita fé na Rainha Santa. Na noite de Natal, saí de casa de meus pais pois já não suportava ver também tanto sofrimento na cara deles. De regresso a casa insisti em ir à Missa do Galo. Lá fui quase de rastos e a chorar. Quando regressei a casa, comecei logo a sentir melhoras. Obrigado, Rainha Santa por mais esta graça.

Cristina Simões (Condeixa – 2009)

***

O meu filho fez o exame de acesso à OTOC, mas disse-me que foi difícil e não contava passar. Recorri à Rainha Santa e dos 400 candidatos que fizeram exame juntamente com ele, foi um dos três que passaram.

N.N. (Antanhol – Coimbra – 2010)

***

Meu filho estava desempregado e no dia da festa de Santa Isabel, na missa de Domingo, dia 4 de Julho, na Igreja da Rainha Santa, pedi a Santa Isabel que o ajudasse a encontrar emprego, pois estava desesperado. No dia seguinte, recebeu um telefonema de uma grande empresa automóvel para fazer uma entrevista no dia seguinte. Eram muitos os candidatos, mas ele conseguiu obter o emprego e está apenas a 1 Km de casa. Começou logo a trabalhar na quinta-feira seguinte, dia da procissão da penitência. Obrigada minha santa protectora.

Anónima – Coimbra (2010)

***

Pedi à Rainha Santa Isabel ajuda para que a minha filha concluisse o seu curso. Fui ouvida e graças a Deus fui atendida. Obrigada minha Rainha Santa. Bem haja!

M.A. – Aveiro ( 2011 )

***

Quando me disseram que minha casa tinha sido atingida por uma desgraça grave, pedi, nessa aflição, à Rainha Santa que salvasse os meus meninos. E ela atendeu as minhas preces. Ninguém ficou ferido sequer e a casa salvou-se.

Anónima – Coimbra (2011)

***

No hospital, onde trabalho, piquei-me numa agulha de um doente de que suspeitava estar infectado com SIDA. Fizeram imediatamente análises. Recorri à Rainha Santa pedindo-lhe que os resultados fossem negativos. Assim aconteceu efecivamente. Apesar das suspeitas, não havia vestígios de qualquer doença grave.

Anónima – Coimbra (2012)

***

A Rainha Santa Isabel já há muito que é a minha protectora, tanto nos bons momentos da vida, como nos menos bons. Dou graças por tudo o que me tem dado ao fim destes 53 anos de vida, espero e peço que ela me guarde até ao fim dos meus dias. Que não me falte saude, paz, pão e trabaho, para cumprir com as minhas obrigaçoes mensais. Rainha Santa olha por todos nós, pois tanto ricos como pobres  precisamos  na vida sempre  de algo que nos falta. Ajuda-me e nunca me deixes sozinha……bem haja.

Rosa Maria – Coimbra (2012)

***

Em 1997 foi-me detectado 2 hérnias discais, que me deram a incapacidade total de poder trabalhar. Após muitos exames e tratamentos os médicos decidiram a não me operar, porque tinha 90% de probabilidades de ficar numa cadeira de rodas. Assim, tinha de fazer tratamentos quando tivesse dores e não fazer esforços. Procurava não pegar em pesos que não provocassem o agravamento da situação.
No ano de 2010 o Núcleo de Coimbra da Liga dos Combatentes participou, pela primeira vez, nas duas Procissões com o seu Guião e alguns sócios, onde me ofereci para ser o porta-guião. Sabia que era uma tarefa difícil dado à envergadura  do guião que requer muito esforço para o manter “bem alto”, apesar do vento e a subida da ladeira exigirem mais esforço.
O meu primeiro pensamento foi para que a Rainha Santa Isabel me desse forças para conseguir levar o Guião sem ser preciso ajuda de terceiros. Durante as duas Procissões não senti nenhuma dor, apesar dos meus companheiros me estarem sempre a perguntar se eu estava bem.
Quero aqui deixar o meu testemunho de Fé e a minha devoção que tenho para com a Rainha Santa Isabel. É que desde Julho de 2010 nunca mais tive crises de dores provocadas por alguns esforços que tenho feito, fazendo a minha vida normal como que não tivesse hérnias discais.

Anónimo (2012)

***

Faz hoje 3 meses que a minha protetora,  Rainha Santa Isabel, me avisou de que algo não estava  bem com a minha saúde.
A 8  de Julho de 2012, pretendia dedicar-lhe o meu dia, assistindo à missa em sua honra,  em Santa Cruz e,  depois, acompanhando-a no seu regresso a  Santa Clara . Estava a viver essa expectativa com muita emoção e devoção, pois queria estar perto dela. Ela que esteve sempre tão perto de mim, sempre que invoquei a sua ajuda.
Aconteceu que nesse dia  – da procissão de regresso –  logo pela manhã,  tive um sinal de que algo errado se passava com meus intestinos. Imediatamente entreguei essa preocupação à minha Rainha Santa e confiando sempre na sua ajuda, parti para Coimbra para lhe dedicar o dia como tinha programado. Eu sentia e sabia que ela não ia ficar indiferente e ia interceder por mim junto a Deus.
Em 2 meses e meio fiz exames e  uma cirurgia a 24 de Setembro. Foi-me extraído um tumor maligno e o pós operatório está a correr muito bem. A Fé e a confiança na ajuda da Rainha Santa, dão-me a certeza de que ela continuará a velar por mim.!
Ela até sabe que me chamo também Isabel, em sua honra!…
Rainha Santa Isabel, rogai por todos os doentes com cancro! Amen.

Isabel – Cantanhede,8 de Outubro de 2012